© MALA VOADORA

Dom 29 Jul | 21:30 | Oficina Municipal de Teatro - Coimbra

MALA VOADORA

PHILATÉLIE
remontagem especial










A mala voadora é uma estrutura financiada
pela Secretaria de Estado da Cultura / Direcção Geral das Artes.
A mala voadora é estrutura associada da Associação Zé dos Bois.

> O espectador define o preço do bilhete
UMA COLECÇÃO DE SELOS. Projectados e ampliados sobre uma tela, os selos começam por ser objecto de análise filatélica e histórica para, depois, se tornarem protagonistas de deambulações romanescas. Recria-se a chegada dos portugueses (e do armamento europeu) ao Japão. O espectáculo é operado ao vivo por três pessoas sentadas em torno de uma mesa: uma manipula os selos sob a mira de uma câmara de filmar; outra faz a locução; outra manipula maquinaria de som.
Walter Benjamin escreveu: “Nos selos, os países e os mares são apenas províncias, os reis apenas os mercenários dos números que derramam sobre eles a sua cor a seu bel-prazer. Os álbuns de selos são obras de consulta mágica, neles estão inscritos os números dos monarcas e dos palácios, dos animais e das alegorias e dos Estados. A circulação postal assenta na sua harmonia, tal como o movimento dos planetas assenta na harmonia dos números celestes.”

Philatélie estreou a 23 de Agosto de 2005, na Fundação Calouste Gulbenkian, no âmbito do Programa Criatividade e Criação Artística. A versão que agora apresentamos no Citemor é nova. Foram introduzidos outros selos (nunca deixámos de os adquirir) e, com os provenientes de alguns países, contemplam-se actualidades da geopolítica.


Direcção Jorge Andrade Texto Miguel Rocha Som Sérgio Delgado
Com Anabela Almeida, Jorge Andrade e Sérgio Delgado
Co-produção Fundação Calouste Gulbenkian - Programa Gulbenkian Criatividade e Criação Artística