Citemor 2014

© Márcia Lança

MÁRCIA LANÇA

EVIDÊNCIAS SUFICIENTES PARA A NÃO COERÊNCIA DO MUNDO

Sex 28 NOV | 21:30 - TEC, Montemor-o-Velho

Este trabalho apresenta um desaparecimento brusco de várias evidências, revela incoerências enquanto paradoxos, questionando-se sobre se as coisas produzem sentidos ou se produzimos sentidos a partir das coisas. Reflecte sobre contextos e os seus artifícios de fabricação e transfiguração. Um contexto é por si só um enquadramento, um quadro, uma construção cultural. Ao fazer-se arqueologia com pessoas, estas são retiradas dos seus lugares, de lá, de onde estavam, e apresentadas num outro lugar – descontextualizadas e recontextualizadas. Descrevemos um contexto, imaginamo-lo. Descrevemos alguém, construímos alguém. Evidências Suficientes para a Não Coerência do Mundo serve-se de várias histórias: do corpo e de seus monstros, da pintura retratista, do traje, do uso de cenários frente aos quais as pessoas se deixavam, em tempos, capturar, e da construção de relações sociais de poder, entre outras. É proposta uma narrativa coreográfica, não cronológica, de carácter ficcional com contornos documentais.

Colocou-se, então, a seguinte questão: “Se uma pessoa nunca se mexer e tudo mudar à sua volta será que ela mudou?”

“Culture is the essential tool for making other”

“(…) the concept of culture operates much like its predecessor – race – even though in its twentieth-century form it has some important political advantages.”

Leila Abu-Lughod in Stop Writing Against Culture

Projecto e direcção: Márcia Lança

Criação: Ana Monteiro, Andrea Brandão, Gonçalo Antunes, João Calixto e Márcia Lança

Performance: Ana Monteiro e  Márcia Lança

Iluminação: Francisco Leston

Produção: Márcia Lança/VAGAR

Apoio à produção: Sérgio Parreira

Residências Artísticas: Tryangle Performing Arts Research Laboratories – Marselha, Negócio | ZDB – Lisboa, Espaço do Tempo – Montemor-o-Novo

Co-produção: VAGAR, Negócio | ZDB e Espaço do Tempo

Apoios: Museu Nacional do Teatro, Teatro Nacional D. Maria II e Produções Real Pelágio

Agradecimentos: Adelina Cristóvão, Agnès Verrier, Amândio Anastácio, Aniol Busquets, António Pedro Lopes, Atelier Maria Gonzaga, Carla Pomares, Catarina Barata, Cláudia Galhós, Dani Brown, Frederico Lobo, Jørgen Knudsen, Lénaig Le Touze, Liz Vahia, Marion Lubat, Michel Cerda, Miguel Pereira, Nuno Salvado, Nuno Tomaz, Paula Diogo, Pierre Willems, Raphaelle Blancherie, Rui Monteiro, Sílvia Pinto Coelho, Soledad Zarka, Thomas Fourneau, Tiago Fróis, Tiago Hespanha, Tzeni Argyriou.

www.vagar.pt


M/16; 45 min